sábado, 28 de novembro de 2009

IV FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO LICEU VILA VELHA
























































Um exemplo de uma atividade interdisciplinar em nossa escola é o nosso Fórum de Iniciação Científica em que todas as áreas se reunem em torno de um tema e desenvolvem atividades como mesas-redonda, oficinas, palestras, etc.
Segue o nosso folden do último Fórum ocorrido que teve como tema ConsCiência Vila Mundo






























APRESENTAÇÃO

Conhecer as condições em que os indivíduos moram, vivem, trabalham, estudam, adoecem e amam, a partir da apropriação e do olhar da “escola” para o seu “território vivo”, isto é, trazendo a ideia de que o território constituí-se como “ator” e não apenas “palco”, tentando entendê-lo no seu papel ativo, ou seja, como um espaço que dinamiza a relação humana, integrando culturalmente e se convertendo em um lugar de respostas possíveis aos propósitos sociais, econômicos, políticos e culturais do povo. A partir daí, será possível elaborar estratégias para melhorar as relações escola – comunidade; diminuir a evasão escolar, bem como, melhorar o processo de ensino – aprendizagem. Esse conhecer implica assumir o compromisso de responsabilizar-se pelos indivíduos e espaços onde esses indivíduos se relacionam. Tal visão é um processo necessário para definir relações de compromisso.
A partir dessas considerações, fica evidente a necessidade da escola conhecer a história dos indivíduos, do local onde ela está inserida e como esse território se insere na dinâmica da própria escola. Qual é a história da escola, das pessoas que freqüentam aquele ambiente e se beneficiam do serviço e a partir disso entender as representações da comunidade sobre esta escola. O modo como os indivíduos na comunidade veem a escola determina a especificidade das relações que se estabelecem entre a comunidade e a escola. Sabe-se que o território-vivo estará em permanente processo de reconstrução, de redefinição e de transformação. Cabe, portanto, a escola um constante processo de conhecimento e desvelamento da realidade - território vivo – onde atuam, no sentido, de transformação.

OBJETIVO

Desencadear o diálogo sobre os diferentes olhares para o território vivo tentando perceber as relações que se estabelecem entre a comunidade e a escola.

PÚBLICO ALVO

Alunos e professores do LVV, escolas vizinhas, sociedade organizada e comunidade local.















quinta-feira, 26 de novembro de 2009

REUNIÃO DE PAIS DOS ALUNOS DO LVV
















No último dia 10 de Outubro tivemos a primeira reunião de pais dos alunos do Liceu Vila Velha contamos com a participação de todo o núcleo gestor: Diretora - Sérgina Alencar; Coordenadores - Prof Cleber Mangueira, Prof Franzé, Profa Silvana Maciel e Secretária - Profa Helena Aguiar bem como registramos também a presença de alguns professores: Prof Djalma, Prof Paulo Sérgio, Profa Roberta, entre outros que acolheram com carinho os pais que se fizeram presentes.
Diversos assuntos foram discutidos como os resultados acadêmicos dos alunos (entrega de boletins), divulgação dos projetos da escola, vídeos de reflexão sobre família e relações interpessoais, etc.
A participação da família no ambiente escolar é fundamental para chancelar a função social maior da escola na perspectiva de formação cidadã.

POSSE DO GRÊMIO DA ESCOLA LICEU VILA VELHA
















A Escola Liceu Vila Velha teve uma importante manifestação democrática durante a eleição (com urna eletrônica) e posse da nova Diretoria do Grêmio, que ocorreu no dia 09 de outubro, sexta-feira, no pátio central, contando com a presença dos professores, dos funcionários, do núcleo gestor com a fala da diretora Sérgina Alencar e, é claro, dos estudantes. A diretoria atual, que tem como presidente o aluno Marco Túlio, 3º F, foi eleita no dia 29/09 e terá um mandato de um ano. Em sua fala, o mesmo espera uma boa mobilização estudantil.
De fato, o Protagonismo Juvenil é uma expressão do envolvimento dos próprios estudantes nas atividades cotidianas da escola, desde o planejamento, e o reconhecimento de que o aluno pode ser atuante nas decisões e como parte das soluções dos desafios em geral.